Tag integração de dados

A corrida para lançar caminhões autônomos

Os EUA e a Europa estão competindo para saber quem será o primeiro a lançar caminhões autônomos nas rodovias, sem motoristas.

Há uma grande expectativa para que isso aconteça porque estes caminhões são significativamente mais baratos, podem ser muito mais seguros e ajudar aos caminhoneiros a concluir suas rotas mais rapidamente.

Apesar desta competição acirrada, anúncios recentes colocam os EUA na liderança. Um número menor de regulamentações, amplos espaços abertos e inovações domésticas para todas as construções necessárias proporcionam aos Estados Unidos uma clara vantagem. Leia mais…

Cinco experiências digitais que você pode oferecer aos seus clientes

Como os consumidores possuem infinitas oportunidades de fazer compras online, eles têm o luxo de ser extremamente exigentes. Eles querem ser mimados. Se uma página demorar muito para ser carregada, ou se eles não puderem ver se o item está disponível em uma loja local, eles podem simplesmente abandonar o carrinho de compras. Eles desejam ter todos as informações necessárias para que tenham o melhor poder de escolher. Leia mais…

Caminhões conectados: todos os dados, todas as possibilidades

A segurança nas rodovias também depende da qualidade das informações que trafegam via sensores instalados nos caminhões. Estes dados podem ser sobre a sua localização e as condições reais de sua operação e manutenção. A integração eficiente dos dados envolvidos será vital para se garantir os melhores resultados dos projetos de M2M/IoT na área de transportes.

A Daimler, uma multinacional automotiva alemã, já conectou cerca de 500 mil caminhões à Internet das Coisas (IoT), o que aponta uma forte tendência do setor. Estima-se que, até 2020, mais de 35 milhões de caminhões em todo o mundo estejam conectados. Atualmente, quase 40 por cento dos gerentes de frota acreditam que os veículos conectados são um “must have”. Ou seja, é um item obrigatório. Leia mais…

As maiores falhas de TI em 2017

O ano de 2017 – assim como todos os outros – foi cheio de situações desastrosas no mundo dos sistemas de informação, o que demonstra o quanto somos dependentes das tecnologias de dados.

Este ano viu-se um excessivo número de colapsos de TI envolvendo falhas da computação que encalharam aviões, adulteraram o mercado de ações, arruinaram planos de viagem e resultaram em cartões de crédito roubados. Também foram identificadas falhas que também levaram a situações de risco de vida pela interrupção de serviços de Saúde e de Emergências. Leia mais…