10 Dicas para Migrações Impecáveis de Aplicações e Dados

A complexidade dos trabalhos de migração de dados pode resultar em custos inesperados, tempo de inatividade e perda de dados. Veja como manter os projetos no caminho certo.

Imagem_0001A modernização de TI e a transformação digital geralmente envolvem mudanças incrementais em sistemas existentes. Ocasionalmente, no entanto, uma estratégia rip-and-replace pode ser necessária, que requer a migração de dados de um sistema de software antigo para um novo.

A troca de um ERP, CRM, ou outras aplicações centrais nunca é uma tarefa simples; a complexidade pode resultar em custos inesperados e aumentar significativamente o tempo de retorno do investimento. Erros cometidos durante as migrações podem levar a interrupções dispendiosas, diminuição na produtividade do usuário, e perda de dados importantes.
Com bom planejamento e uma abordagem minuciosa, você pode evitar alguns dos erros mais comuns em projetos de migração de dados e aplicativos. Aqui estão 10 dicas para manter o seu projeto de migração de dados no caminho certo:

1. Avalie as aplicações e dados. Certifique-se de avaliar a funcionalidade do aplicativo e analisar o aplicativo e seus dados a partir de um ponto de vista de processos de negócios. Considere os tipos de dados, protocolos de transmissão suportados, dependências externas e formatos de entrada e de saída suportados.

2. Limpe seus dados. Não migre o que está errado. As coisas podem ter começado perfeitas, mas é mais do que provável que inconsistências e duplicações de dados tenham sido introduzidas ao longo do tempo com múltiplos usuários. Portanto, é importante higienizar os dados antes de movê-los, por eliminação dos dados dados duplicados e correção de quaisquer problemas de integridade.

3. Valide e redefina as regras de negócios. As regras de negócios e de validação de sua empresa podem ter mudado desde que o sistema legado foi construído. Agora é o momento para se certificar de que as regras de negócios são atuais e quaisquer questões ou processos controvertidos sejam eliminados. Determine se há campos de dados que precisam ser alterados ou acrescentados e garanta que as validações necessárias estejam incluídas no novo banco de dados.

4. Verifique dependências entre objetos. Dependências entre objetos muitas vezes não são descobertas até bem tarde no processo de migração. Um projeto complexo pode ter dezenas de diferentes campos de dados vindos de diferentes aplicações. Descobrir novas fontes de dados ou conectividade no final do processo pode jogar fora seu cronograma de migração. É melhor identificar antes as fontes externas de dados e certificar-se de que as conexões necessárias estão no lugar para o novo sistema.

Image_0015. Alavanque a automação. Muitos projetos sofrem derrapagens de custos devido a erro humano e o tempo de inatividade do sistema. Enquanto a extração, transformação e carregamento tradicional (ETL) possam parecer atraentes no início, elas não lhe permitirão maximizar a produtividade e manter processos de negócios interligados, tais como a atualização automática de dados de endereço do cliente em seu sistema ERP baseado em mudanças registradas em seu sistema de CRM. Em vez disso, procure uma plataforma de integração que suporte integração e automação de procedimentos armazenados baseada em processos. Além disso, uma plataforma de integração que ofereça conectores pré-construídos para os sistemas que você está migrando pode economizar um monte de tempo e ajudá-lo a evitar erros. Ela também pode permitir que você mantenha ambos, os novos e antigos sistemas, vivos e atualizados, sem o risco de inatividade ou perda de transações, até que esteja pronto para fazer a troca completa. Plataformas de integração de sistemas podem fornecer uma solução eficaz que não só irá acelerar o seu projeto de migração de dados, mas poderá ser útil para outros projetos de integração de sistemas no futuro, proporcionando um alto retorno sobre o investimento.

6. Confie na experiência relevante. Muitas vezes, há uma subestimação grosseira de quão complexas e desafiadoras as migrações de dados pode se tornar. Muitas vezes, isso é percebido como um ruído agregado ao final da implementação da aplicação de destino com uma visibilidade muito maior. Mas cada projeto de migração de dados requer especialistas que podem encontrar a causa raiz de discrepâncias de dados e, em seguida, corrigí-las, por isso é essencial que os membros da equipe tenham as qualificações profissionais necessárias e familiaridade com os dados de negócios.

7. Não espere o alvo. Comece cedo. Há muito trabalho a fazer sobre as regras de qualidade de dados e de negócios, por isso não há razão para esperar que o alvo esteja pronto ou mesmo escolhido. Você pode ter um monte de dados para sanear antes; pode ser tarde demais para cumprir o prazo do projeto, se você esperar demais.

8. Transforme dados de forma sistemática. Use ferramentas de automação de processos de negócios e mapeadores de dados para transformar dados de forma sistemática. Um mapeador de dados bem projetado irá tratar automaticamente diferentes tipos de banco de dados, arquivos simples, XML, variáveis de fluxo, campos definidos pelo usuário, armazenamentos de dados operacionais, constantes e strings, expressões aritméticas e lógicas.

social-media-networking-group-6109. Valide e teste o processo de migração de dados. Não deixe este passo para o fim – você realmente precisa ter certeza de que você está validando e testando todo o processo. É importante ter usuários de negócios validando que os dados estão completos e precisos; as pessoas que aprovam os dados devem ser os consumidores finais dos referidos dados.

10. Forneça suporte pós-migração. Após a migração e implantação das novas aplicações, podem ser necessários ajustes, otimização e outros refinamentos. Esteja preparado para lidar com as questões de pós-implantação rapidamente e com recursos adequados. A falta de reserva de talentos necessários para lidar com os problemas pós-implantação pode resultar em problemas com a adoção e uso do aplicativo recém-migrado e seus dados.

Então, considerar esses fatores antes de iniciar seu projeto de migração de dados vai ajudar a aumentar as chances de sucesso. Independentemente da complexidade de sua migração, verifique se você tem um plano robusto que descreve as dependências entre as várias tarefas e metas antes de começar qualquer trabalho. Lembre-se, ter um plano de trabalho e trabalhar para planejar pode minimizar o risco de um desastre migração de dados.

 

Glenn Johnson - Senior VP Magic Software Enterprises Americas

Glenn Johnson – Senior VP Magic Software Enterprises Americas

Novo Comentário