Guerra no uso das plataformas sociais nos negócios; SAP X Salesforce

Eu já escrevi várias coisas há um tempo sobre o uso das plataformas sociais nos negócios e a importância de saber integrar, e ver, dados de todas as suas aplicações in house, seja ERP ou CRM, mas há pouco tempo, nós vimos a gigante de ERP, a SAP, atacar o gigante de CRM, a Salesforce.com, com o anúncio do SAP Jam.

o-poder-das-redes-sociais-16

Para mim, isso parece ser um ataque direto ao Salesforce Chatter. De acordo com a moda criada em “conectar seus clientes, parceiros, e colaboradores com informações, aplicações, e processos para gerar resultados – nas suas redes sociais, aplicações, ou de forma móvel”.

Obviamente o Salesforce tem sido uma grande referência nesta área durante anos, mas o SAP insiste em dizer que o Salesforce conseguiu ver e aprender com os erros alheios, fazendo o sofrimento deles ainda maior. Esse blog não irá comparar os dois serviços, mas irá lhe passar o que pensamos sobre o que isso aponta dentro do mundo dos softwares empresariais e do mundo de TI num todo.

Vamos dar uma olhada nos líderes deste mercado. O Salesforce.com surgiu com grande sucesso na era cloud, e tem crescido absurdamente nos últimos anos. Muitas das vezes, o Salesforce captou várias empresas através de marketing ou vendas, e pedidos de usuários ao invés de TI propriamente dito. Eles sempre tentaram estar à frente em relação à tecnologia e gastaram mais 6 anos “flertando” com as redes sociais e a indústria social. O SAP, por outro lado, está no mercado desde 1972 e tem uma visão mais tradicional de implantações presenciais, no entanto, nos últimos anos eles vêm feito enormes avanços em continuar na onda do mercado, que foi parcialmente impulsionado por aquisições.

No papel, parece que essas duas empresas não poderiam ter menos em comum, possuindo um público alvo muito distante. O que vemos realmente são duas empresas de software essencialmente diferentes lutando para sobreviver em tempos difíceis, embarcando nas novas maneiras de trabalhar.  Ambos já perceberam que a mobilidade e as redes sociais estão levando a uma necessidade de acesso a cada aplicação e cada informação de dados, de cada interação de clientes em qualquer dispositivo. Eu tenho que aplaudir a SAP por tentar se manter atualizado no mercado, ao invés de aceitar e selar seu destino como muitos de seus concorrentes. Mas será que não é tarde demais?

Enquanto a SAP entra na briga, o que estamos começando a enxergar é que o uso das plataformas sociais nos negócios, assim como os serviços em cloud e mobilidade, irão mudar totalmente o mercado. Será uma revolução que irá afetar como cada um de nós trabalha no dia-a-dia. No entanto, parece que ninguém está conseguindo ter a noção dessa oportunidade, ninguém sabe realmente o que essa implementação acarretará. Com tanta incerteza, como alguém encarregado de criar e implementar uma estratégia, pode começar a tomar decisões?

O mundo de TI atualmente parece ser um local de grande incerteza com muitos desenvolvimentos novos e interessantes chegando, do mobile ao big data e vice-versa. Se formos honestos, mesmo que não tenha sido o caso, eu tenho certeza que todos nós lembraremos dos altos e baixos do “.com”, a mudança do DOS para Windows e um mundo de mudanças de ontem e hoje. Para mim, isso é apenas mais do mesmo, a única certeza nesse mundo de incertezas é que haverá mudanças, e que isso fará esse cenário de TI um lugar muito emocionante de estar.

Quem sabe o que irá sair de tudo isso. Será que o Jam poderá rivalizar com o Chatter? Será que o Benioff anunciará repentinamente um novo ERP? Isso realmente é uma incógnita. Eu apostaria que essa moda de ir em direção a tecnologias de negócios mais colaborativas e integradas, irá continuar. Talvez isso nos mostre que, finalmente, nós acabaremos usando duas ou três tecnologias sociais ou de interação, para ficar por dentro das coisas, ou, talvez seja mais provável que essa proliferação de escolhas irá guiar os usuários à selecionar uma tecnologia independente e terceirizada como a nossa, que nos permite estar dentro da nova onda de integração.

David Akka - CEO Magic Software UK
David Akka – CEO Magic Software UK

 

Um comentário

  1. Boa tarde,
    Tudo bem?

    Gostei muito da matéria.
    Sobre seu conhecimento, gostaria muito de entender um pouco sobre essas duas plataformas, digo de uma forma geral não propriamente de uso. Será que poderíamos um dia conversar sobre?

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.