Magic xpa RIA Android® - Primeiros Passos

Magic xpa RIA Android® – Primeiros Passos

Está disponível no site de downloads oficiais da MSE, o client Android® para aplicações RIA com Magic xpa (uniPaaS).

O client disponibilizado é para o Magic xpa (uniPaaS) 2.1.

O deployment para o Android é um pouco diferente. Mas é bem mais simples do que para o BlackBerry. E é sobre estes passos que vamos comentar agora.

Inicialmente, é preciso ter um dispositivo para executar este novo módulo client Android® do Magic xpa (uniPaaS). A boa notícia é que existem simuladores disponíveis, para quem não possui um SmartPhone ou Tablet (ou não deseja utilizá-los para os testes).

Estes simuladores podem ser baixados gratuitamente do site do Android Developers:

Como eles são baseados no Java, talvez você necessite também baixar e instalar o JDK antes (caso já não o possua na máquina). O JDK está disponível no site da Oracle:

(NOTA: opte pelo Java 32 bits)

Concluída a instalação do Android SDK, estarão disponíveis dois utilitários:

SDK Manager

É onde você controla quais pacotes/versões do SDK para  Android deseja baixar e instalar:

Você pode baixar todos, ou somente aqueles que lhe interessam. Neste ponto, é importante observar os requisitos de versões do RIA Android do Magic xpa (uniPaaS):

Para SmartPhones: Android 2.3.3 (ou +)

Para Tablets: Android 3.2 (ou +)

O documento “RIA for Mobile Devices.pdf” do Magic xpa (uniPaaS) (instalado na pasta Support) tem mais detalhes sobre isto.

(NOTA: o download e instalação destes pacotes podem demorar várias horas)

AVD Manager

Com o SDK devidamente instalado, este utilitário é usado para criar as máquinas virtuais (emuladores) Android:

É possível criar várias VMs (emuladores), de versões diferentes inclusive. Dependendo da versão escolhida, irá variar a interface do usuário, tamanho da tela e recursos disponíveis.

Concluída estas etapas, você já possui um ambiente de desenvolvimento Android, através de emuladores:

(NOTA: o emuladores têm acesso normal à internet, através da conexão disponível na máquina ‘host’. Para acessar um webServer da própria máquina ‘host’, o endereço padrão de servidor é 10.0.2.2 [equivale ao ‘localhost’ ou ‘127.0.0.1’ da máquina ‘host’])

Para mais detalhes sobre a manipulação da interface dos emuladores Android, você pode pesquisar na internet.

Tendo disponível um emulador (ou dispositivo) Android, vamos passar agora ao Magic xpa (uniPaaS).

O desenvolvimento do lado do Magic xpa (uniPaaS) não se alterou em nada ao que existia anteriormente, em relação aos clients RIA para Windows, Windows Mobile ou BlackBerry:

O desenvolvimento é exatamente o mesmo de sempre (paradigma do desenvolvimento único); não há restrições ou exigências novas em função do RIA Android (exceto aquela sobre não utilizar recursos que não existirão no dispositivo móvel).

O truque está apenas na hora de montar a interface (tela) com o usuário:

É importante desenhar uma interface não poluída, respeitando a ergonomia e dimensão reduzida que são próprias destes dispositivos.

O documento “RIA for Mobile Devices.pdf” do Magic xpa (uniPaaS) (instalado na pasta Support) tem mais detalhes sobre isto.

Uma dica é usar a fonte de tela “Droid Sans

Ela é uma fonte padrão para aplicativos Android e facilita manter a proporção da interface em tempo de execução.

Ainda do lado do Magic xpa (uniPaaS), colocar o RIA Server como disponível para atender aos clients, é um processo que se mantém o mesmo. Basta gerar o .ECF da aplicação, iniciar o módulo de deployment (uniRTE.exe) em modo background com uma licença RIA (MGRIA) e conectado ao uniPaaS Broker (uniBroker.exe):

Já para instalar o Magic xpa (uniPaaS) RIA Client no Android, algumas parametrizações novas são necessárias.

Inicialmente, há uma nova pasta na instalação do Magic xpa (uniPaaS), chamada: Android. Ela se localiza dentro de RIAModules:

Lá dentro, há dois arquivos importantes: “Dev.apk” e “DevProps.txt”.

Dev.apk

É o client RIA propriamente dito, no formato de “Pacote de Instalação de Aplicação Android”.

Ele possui os logotipos e nome da MAGIC. Se você quiser usar um client personalizado, com os logos e nome de sua empresa (por exemplo), é necessário re-compilar este pacote (usando o Android SDK + Java) e gerar um novo arquivo APK. A fonte do projeto para re-compilação está na pasta Source:

O documento “RIA for Mobile Devices.pdf” do Magic xpa (uniPaaS) (instalado na pasta Support) tem mais detalhes sobre isto.

Senão, pode usar o APK padrão mesmo.

DevProps.txt

É um arquivo “txt” simples, que possui um pequeno conteúdo XML com detalhes da localização do RIA Server.

Ele indica o endereço do servidor, localização do requester HTTP (ISAPI ou CGI), nome da aplicação RIA no Magic xpa (uniPaaS) Broker e nome público do programa inicial a ser executado.

Você deve editar este conteúdo conforme as características do seu ambiente.

Estes dois arquivos (Dev.apk e DevProps.txt) precisam estar publicados através de webServer (IIS ou Apache):

Isso irá disponibilizá-los na internet, através de um webBrowser:

Ainda no webServer, é preciso também associar a extensão .APK a um novo tipo MIME: application/vnd.android.package-archive

Ok. Toda a parte de configuração da máquina servidora está concluída.

Passemos agora para a parte do dispositivo (ou emulador) Android.

No seu dispositivo, através do navegador web, você deve informar o endereço (internet) do arquivo .APK mencionado anteriormente, e confirmar o seu download:

Concluído o download, este APK  estará na pasta “Downloads” do Android:

Confirme a sua instalação:

Uma vez concluída a instalação do APK, esta App Android (que é o Magic xpa (uniPaaS) RIA Client) estará disponível para uso junto das demais Apps do dispositivo:

Exclusivamente na primeira vez que você abrir esta App, ela solicitará o endereço de localização do “DevProps.txt”, para saber onde está o RIA Server ao qual ela precisa se conectar:

A informação dada será guardada na área de armazenamento local da App, e não será mais solicitada posteriormente (exceto se você limpar esta área de armazenamento, ou o arquivo informado não estiver mais acessível).

Pronto!

 

Agora você executando uma aplicação RIA genuína Magic xpa (uniPaaS), em client Android nativo:

 

E o princípio de execução é o mesmo: ao acionar este módulo (nativo do SO), ele entra em comunicação com o Magic xpa (uniPaaS) RIA Server (via HTTP) para transferir os dados e as regras de negócio.

Veja agora o vídeo produzido durante o lançamento do  Magic xpa (uniPaaS) RIA Mobile for Andoid/iOS, na  BITS 2012, onde todos esses recursos são exibidos na prática.

 

Manoel Frederico - Gerente de Produto e Magic Evangelista

Manoel Frederico – Gerente de Produto e Magic Evangelista

 

Comentários2 Comments

  1. Srinivas disse:

    How I get this blog in English?

    • magicsoftwarebr disse:

      We recomend you to use the Google Translator to translate our texts.
      And some of our contents can be founded on the english version of the blog on blog.magicsoftware.com

      Thanks!

Novo Comentário