Os usuários estão no Poder

Ofer Spiegel – Director of Product Marketing at Magic Software Enterprises 

A mudança é rápida.  E a cada dia está se tornando mais rápida ainda.

Há alguns anos, os usuários finais não tinham muito impacto sobre a escolha tecnológica e arquitetônica da empresa. Era uma escolha do CIO, CFO ou CEO da empresa, manter as  tecnologias já existentes na empresa ou  abraçar novas. Uma vez que uma decisão fosse tomada, isso significava alinhar-se com as operações da empresa e o processo para a escolha da tecnologia. A tecnologia escolhida provavelmente continuava a ser relevante para a empresa para os anos seguintes.

A abordagem orientada a Metadados da Magic Software habilita ISVs (Empresas de Software) e empresas usuárias para alternar facilmente de uma tecnologia com ênfase em back-end para outra com ênfase em mobilidade, com um esforço  mínimo, ou praticamente sem nenhum esforço.

Os usuários no Poder

Agora, com a grande simbiose de smartphones e aplicativos corporativos, os usuários finais são os que realmente ditam o tipo de tecnologia que a empresa precisa suportar. A escolha sobre os sistemas operacionais de smartphones suportados está cada vez menos nas mãos dos tomadores de decisão tradicionais. A escolha está agora nas mãos dos usuários finais. O povo tem o poder de escolha que muitas vezes é completamente desalinhado com o roteiro tecnológico da empresa. As empresas precisam alinhar suas arquiteturas para as tecnologias de clients prevalecente que são ditadas pelos usuários finais.

A abordagem orientada a Metadados da Magic Software brilha mais uma vez e agora se torna mais relevante do que nunca. Hoje não é só a tecnologia que muda rapidamente, mas também a aprovação da mesma. Qualquer fornecedor móvel que está no topo hoje, pode não ser necessariamente o líder amanhã, e pode até mesmo tornar-se obsoleto.

A Magic Software anunciou o suporte adicional para Blackberry para implantações móveis.  Android e iOS estão quase chegando. Windows Mobile 7 pode eventualmente vingar (por enquanto está nos primeiros passos) e pode, portanto, ser suportado também, mas e depois? Quem sabe o que vai ser relevante daqui um ou dois anos?

Ninguém realmente sabe.

A melhor abordagem para reduzir o risco potencial de mudança de uma plataforma para outra, ou seja, outros clients, é optar por uma plataforma de aplicações móveis multi-dispositivo para evitar o bloqueio a plataformas específicas.

O que quer que esteja animando crianças e early adopters hoje, pode tornar-se uma tecnologia que as empresas deverão adotar.

A melhor resposta ao desafio “Ninguém sabe realmente” é “Nós realmente não nos importamos”. Qualquer nova plataforma que passe a ser relevante, o suporte adequado será dado a essa plataforma sem reescrever aplicações inteiras para se ajustar à ela.

Veja o evento de lançamento do BlackBerry adicionado à Linha de Tempo da Magic Software

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.