Integração Baseada em Padrões – Serviços

 Glenn Johnson – Senior Vice President – Magic Software Americas

Em nossa discussão anterior sobre componentes de Integração Baseada em Padrões nós discutimos um padrão aberto e fornecemos detalhes dos componentes iBOLT em uma tabela. Nós agora partiremos para uma revisão dos Serviços iBOLT.

Geralmente, os Serviços iBOLT têm menos a ver com a conectividade para softwares proprietários ou protocolos e padrões tecnológicos e mais a ver com os recursos de arquitetura orientada a serviços ou SOA e outros fundamentos da integração e orquestração de processos de negócios. Uma abordagem SOA impulsiona a manipulação de metadados e evita frustrações e manutenção ruim de interfaces programadas manualmente. Para uma organização que busca a integração de SharePoint com JD Edwards ou Salesforce.com com JD Edwards, por exemplo, é extremamente aconselhado considerar uma abordagem que resolve os desafios da conectividade e ao mesmo tempo fornece uma base para futuros projetos de integração utilizando a metodologia SOA.

A tabela abaixo cobre os Serviços iBOLT apenas. Em meu post anterior, forneci detalhes sobre Componentes iBOLT e meu próximo post irá cobrir Recursos iBOLT, completando assim esta série sobre Integração Baseada em Padrões com o iBOLT Integration Suite. Utilizados em conjunto, Componentes, Serviços e Recursos do iBOLT permitem uma abordagem livre de código, visual, com recursos arrastar, soltar e configurar para integração e orquestração de processos.

Serviço iBOLT Descrição de Padrões e Certificação 
Abort Flow Inclui opções para Espera da Conclusão, Reinício e Propagação de  Erros.
BAM Monitoramento de Atividades de Negócios
Data Mapper Inputs(fontes): Variáveis, Flat Files, XSD(XML), IFC (componentes de fluxo de integração), UDS (armazenamento definido pelo usuário), ODS (armazenamento de dados operacionais), e Bancos de Dados (especificamente Oracle, MSSQL, Pervasive, DB2, DB2400, e outros bancos de dados (tais como MySQL ou Access) utilizando o protocolo  ODBC.)Outputs(destinos): Mesmas opções que os inputs mais opções para Call Flow (chama fluxos específicos para cada instância dos dados especificados) e Template.
Delay Atraso fixo ou configurado por uma expressão condicional.
EJB Connector Serviço J2EE Enterprise Java Bean para uso com JDK 1.4.
Enable Flow Provê execução condicional de um fluxo específico.
Flow Data (ODS and Variables) Trabalha com fluxo, contexto, processos de negócios, variáveis globais e de ambiente como ODS local e global.
Invoke Flow Utilizado para chamar um fluxo específico.
Invoke Flow Delay Invocação de atrasos de um fluxo específico.
Java Class Connector Permite o uso de classes Java sem o uso de EJBs. JRE 1.5 é utilizado para funcionalidades de integração Java
Lock Resource Bloqueia um fluxo especificado.
.NET Service Executa código .NET escrito em C# ou VB.NET.
NOP Nenhum serviço de Operação (NOP) provê a execução condicional de uma ramificação dentro de um fluxo.
Post Event Provê que os eventos sejam postados para integração de fluxos com fila de processamento de eventos.OuvirLer foneticamente
PSS Publish Publica Persistent State Services (PSS).
PSS Remove Remove Persistent State Services (PSS).
PSS Subscribe Subscreve Persistent State Services (PSS).
Refresh Conversions Atualiza uma tabela de conversão de dados específica.
Save Message Salva um anexo de uma mensagem de um tipo de extensão específico.
Schedule Flow Fluxo de processo que executa outro fluxo conforme agendado.
Scheduler Um serviço de agendamento para fluxos.
SNMP SNMP V.1 e V.2
uniPaaS Chama um componente uniPaaS específico.
Unlock Resource Desbloqueia um fluxo conforme especificado.
Wait for Event Permite interação de fluxos disparados por um evento postado para uma fila de eventos específicos.

Nosso próximo post irá discutir Recursos iBOLT e outros  padrões diversos como parte de nossa revisão da integração baseada em padrões, governância SOA e recursos de conformidade  com a Suite de Integração iBOLT.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.