Como chegar ao correto UX Mobile em um Mundo Orientado a Notificações

iStock_MobileNotification_jpg_800x600_crop_q85Ultimamente tenho pensado sobre uma tendência em aplicativos móveis, que parece estar deixando de lado a abordagem de priorizar a interface do usuário (UI), estratégia que dominou websites e aplicativos até o momento. No lugar, parece que a evolução da tecnologia está caminhando para tornar a UI subordinada à experiência geral do usuário (UX), que inclui não apenas a interface gráfica, mas também a conectividade back end, performance e confiança. Indo um pouco além, com a melhoria dos sistemas de comando de voz, resposta tátil e pequenos aparelhos wearable (vestíveis), a tela vem se tornando uma parte menos importante de nossa interação com aplicativos móveis.

Acredito que há uma intersecção interessante entre como nós usaremos aplicativos móveis e como vamos desenvolvê-los no futuro: aplicativos serão mais como notificações acionáveis do que como destinos; e nós os desenvolveremos usando componentes prontos, sempre que possível, ao invés de códigos personalizados.

O que é a Componentização do Mobile?

Componentização é o uso de padrões de design comuns, testados, para construir aplicativos móveis sem precisar reinventar a roda. Por exemplo, um app de entregas pode precisar de uma assinatura como comprovante de recebimento, conexão com um serviço de mapas, acesso a recursos de GPS de forma nativa, telas básicas e a possibilidade de trabalhar em modo desconectado ou offline. Ao invés de desenvolver cada um destes elementos comuns, por que não usar um componente pronto, pré-desenvolvido, testado, de fácil manutenção e de atualização automática?

Utilizar componentes pré-desenvolvidos como parte da plataforma de desenvolvimento de uma aplicação reduz tanto o risco de não funcionar, quanto a curva de aprendizado no início de seus projetos móveis. Como a maior parte das empresas ultimamente encontram necessidade de criar múltiplos aplicativos móveis, mas desejam manter uma experiência consistente entre eles, faz sentido poder pegar uma tela padrão, listar múltiplas variáveis da tela, e aplicar mudanças de forma consistente entre todas elas.

O objetivo é fornecer uma experiência de usuário consistente entre todos os seus aplicativos móveis, independente de qual aparelho (wearable, smartphone, tablet, PC, etc) ou ecossistema ele esteja, enquanto mantém uma sensação de ser nativo em todas as plataformas. Isto tem ficado cada vez mais interessante com a mudança na direção das notificações acionáveis substituindo a abertura completa do aplicativo, com a interface do usuário (UI) tornando-se menos relevante.

best-ipad-apps-business6-300x199Seriam as Notificações a Nova UI?

Escrevi recentemente sobre o conceito de que no futuro, aplicativos usarão sensores, comando de voz e serviços web para antecipar suas necessidades e fornecer uma interação com baixa necessidade de interação e contextualizada como necessário. Meu argumento era que neste mundo, haveria muito menos ênfase na interface do usuário (UI) do que há hoje; No lugar, a experiência do usuário (UX) seria o foco. Logo depois, leio este trecho de texto que tem uma visão similar: que ao invés de construir aplicativos como destino, ele tem se tornado uma ferramenta de publicação com conteúdo acionável.

Este trecho texto vê “cartões” – notificações de um aplicativo que fornece conteúdo e um fluxo de resposta no “cartão” – como a solução pois o cartão permite fácil interação com a notificação sem ter que carregar um aplicativo. Tanto o iOS quanto o Android já estão indo nesta direção, mas não pude deixar de achar engraçado que esta é uma outra inovação da Microsoft que precisou de outra empresa para de fato fazer funcionar: este é praticamente o mesmo conceito por trás das Live Tiles no Windows e no Windows Phone 8.

Estou particularmente intrigado pela ideia de conectar notificações como uma série de objetos. Se você considerar o Facebook por exemplo, é um conjunto agregado de conteúdo, com cada peça de conteúdo sendo um objeto, então suas notificações estão ligadas ao objeto. Como tudo que envolve as notificações, como a possibilidade de lançar respostas (como curtir, compartilhar ou comentar) está ligado ao objeto, isto também significa que o objeto é que é importante.

[useful_banner_manager_banner_rotation banners=4,8 width=500 height=400]

 

Aplicativos componentizados e o “Bravo Novo Mundo”

A tendência de aplicativos focados em notificações com uma interface de usuário mínima podem se encaixar facilmente numa plataforma e em um framework de desenvolvimento de aplicativos móveis. Enquanto a prioridade se torna fornecer ao usuário funcionalidades previsíveis e confiáveis e uma experiência consistente, faz sentido utilizar componentes pré-desenvolvidos, que são testados, de fácil manutenção e estão sempre atualizados.

Artigo Original

David Akka - CEO Magic Software UK
David Akka – CEO Magic Software UK

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.