Acompanhe o dia-a-dia do Magic xpi com o “Data Analytics”

Veja a seguir como rastrear a alocação das threads de execução das suas integrações Magic xpi, com o novo recurso: Data Analytics

Se sua empresa já é usuária da plataforma Magic xpi na sua versão 4.13 ou posterior (4.13.1, 4.13.2, …), já conta com um novo recurso de acompanhamento e monitoramento do consumo das threads de execução dos fluxos de integrações:

 

É o Runtime DataAnalytics.

É um processo adicional (javaw.exe), que não existia nas versões anteriores (4.12 e menores):

 

e que fica executando em paralelo aos projetos de integração, coletando dados do uso das threads de execução ao longo do tempo:

…qual projeto alocou uma thread da licença, quando alocou, quando liberou …

 

Este novo módulo funciona conforme parametrizações contidas no arquivo “DataAnalytics.properties” da pasta %magicxpi_home%\Runtime\Config:

 

e como resultado da sua execução, dois arquivos vão sendo mantidos na pasta %magicxpi_home%\Runtime\DataAnalytics\HSQLDB_V1:

 

O arquivo “.script” são os dados consolidados da coleta, e o arquivo “.log” são os dados pendentes e ainda não descarregados (flushed) no arquivo .script.

 

Como ter acesso a estes dados coletados?

 

As informações geradas nestes arquivos são formatadas como ‘textos’, porém muito técnicas.

Para convertê-las em dados analíticos de fato, é preciso baixar e abrir este “Excel(com macros).

Este workbook possui 5 planilhas, sendo que uma delas (DataSource) é justamente o conjunto de dados coletados pelo Data Analytics.

 

Clicando no botão Get Data [CTRL+M], apontamos e carregamos justamente o arquivo “.script” que foi gerado cfe. indicação acima, e voila:

temos o histórico da vida das threads de execução:

 

Se quiser incluir os dados pendentes e ainda não consolidados, na análise, também é muito fácil: Basta unir estes dois arquivos ( “.script” + “.log” ) em um terceiro arquivo (ex: Consolidado_Threads.TXT), e carregar este terceiro arquivo no “Excel“.

 

O que são Threads de Execução?

 

Toda vez que um fluxo de integração Magic xpi precisa executar por um dos motivos abaixo:

Uma nova thread de execução (contexto) precisa ser criada. Pois todos os exemplos acima são casos de execução ‘assíncrona‘.

O contexto dura enquanto o fluxo de integração estiver executando, e é destruído/liberado quando o fluxo termina.

O Data Analytics rastreia justamente o histórico destes contextos dentro de uma linha do tempo específica (por padrão, últimos 90d).

Nota*: Chamadas explícitas de fluxos (InvokeFlow ou DataMapper) em modo "Linear" não requer nova thread/contexto, pois são de execução 'síncrona'.

 

Manoel Frederico Silva – Gerente de Tecnologia e Evangelista MAGIC – Magic Brasil
Manoel Frederico Silva – Evangelista MAGIC – Magic Brasil

 

Para receber os artigos do Blog Magic Brasil em primeira mão no seu email, registre-se aqui

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.