Desenvolvendo para Cloud Computing com Magic xpa – Magic Sem Segredos – S01E01

Abordamos nessa Edição o Tema de Desenvolvimento de Aplicações para Cloud Computing com a Plataforma de Aplicações Magic xpa.

O paradigma de metadados do Magic xpa e o robusto motor de aplicação simplifica o desenvolvimento e execução de aplicações de negócios, permitindo que as empresas se adaptem facilmente às novas necessidades do mercado, otimizando recursos e diminuindo o tempo de resposta ao mercado.

Magic xpa é altamente produtiva, permitindo desenvolver uma vez e executar em qualquer versão dos mais populares sistemas operacionais e dispositivos (smartphones, tablets, laptops e desktops).

Através da tecnologia RIA (Rich Internet Application) possibiltamos facilmente a migração e desenvolvimento de Soluções em Cloud Computing tanto para Desktop como para Mobile.

Essa sessão foi gravada em 29/11/2013 onde abordamos aspectos sobre a ida para a Computação em Nuvem (Cloud Computing) através da Plataforma de Aplicações Magic xpa

O vídeo é composto de uma introdução feita pelo CEO da Magic Brasil Rodney Repullo, uma apresentação técnica realizada pelo Magic Evangelista Manoel Frederico e uma sessão de perguntas e respostas no final.

Caso tenha alguma duvida, coloque-as nos comentários deste post e teremos o maior prazer em respondê-las.

Veja aqui todas as sessões do Magic Sem Segredos

Abaixo a Apresentação utilizada na Sessão.

logo-magic-sem-segredos-w250

Marketing – Magic Software Brasil

Comentários54 Comments

  1. Gustavo disse:

    Boa tarde; Estava assistindo os vídeos no blog e gostaria de saber se tem algum tópico ou o que vocês indica ler para começar a usar essa ferramenta para desenvolvimento de aplicações! É possível downlods da plataforma?

    Obrigado.

  2. Rodrigo Junior disse:

    Olá, onde encontro o Magic XPA 2.4a Single User para download? Obrigado.

  3. Sidnei disse:

    Saudações a Repullo e Parabens por mais um material de qualidade. Sobre o tema de “cair a conecção durante o uso” complementando o que o Fred colocou, no nosso caso vamos usar o RIA OFF-Line com prioridade OFF-Line, pois o tipo de usuário fica muito mais tempo sem conecção do que conectado, o sincronismo vai ser feito no login do usuário caso possível. É um item que depende da necessidade da aplicação.

  4. Gustavo disse:

    Parabéns pela sua apresentação.
    Nós vamos nos encontrar no próximo, estou muito interessado em desenvolver para dispositivos móveis.

  5. parabéns pela iniciativa..

  6. Rogerio disse:

    Outra duvida, a mesma aplicacao no mesmo servidor, pode ser acessada por diferentes sistemas operacionais?

    • Manoel Frederico Silva disse:

      Sim,

      a aplicação que está on-line no RIA Server pode ser acessada ao mesmo tempo por qualquer dos clients suportados: Windows, Android, iOS, Windows Mobile ou BlackBerry

  7. As funções para gerar os gráficos no xpa são possíveis somente através do .NET? existe suporte a silverlight também?

    • Manoel Frederico Silva disse:

      O suporte é para ambos, pq um dos controles que se pode colocar num form Magic xpa é o “WebBrowser”, que pode abrir um site HTML5, SilverLight, JavaScript, etc…

      Além claro, de controles .NET nativos para gráficos

  8. Rogerio disse:

    + uma duvida, se minha aplicacao tiver executaveis ou dll desenvolvidas em windows e que devolvem valores para a aplicacao, elas serao usadas nas aplicacoes moveis, ou isso nao sera suportados?

    • Manoel Frederico Silva disse:

      Elas podem ser usadas normalmente em rotinas “batch”, que executam sempre do lado do servidor, e estes dados ficam indo e voltando para o client móvel, e forma automática …

  9. Higor disse:

    O módulo offline funciona para menu do tipo Tree a partir de uma tabela?

    • Manoel Frederico Silva disse:

      Se a tabela que prove dados para o tree for do tipo local (gateway “Local”), tem de funcionar em off-line também…

  10. Rodrigo Junior disse:

    Bom dia.
    Quanto será a integração com o mobile, ou seja, quais recursos o Magic XPA poderá acessar do mobile? (Camera, etc..)

    • Manoel Frederico Silva disse:

      O Magic xpa possui funções nativas que permitem acesso à câmera, storage e GPS do dispositivo.

      E também permite customização do módulo de execução para acesso direto à API do client móvel

  11. Diego Nunes disse:

    Resolvemos parcialmente a atualização ONLINE, utilizando duas ou mais aplicações paralelas e solicitando acesso ao sistema por uma lógica de outra aplicação (no nosso caso em html, mas pode ser outra aplicação Magic) que verifica banco de dados para informar qual aplicação acessar, acessando o arquivo .application. Para o nosso caso é o suficiente.

    Para atualizar a aplicação sempre precisa abrir a aplicação novamente, mas ao menos não derruba nenhum processo.

  12. Paulo Marcelo disse:

    A tabela do DBMS ( Oracle, SQL Server, ODBC, etc… )
    É duplicada no DBMS local, para poder “Replicar” as informações?

    • Manoel Frederico Silva disse:

      Sim, ela deve ser duplicada, mas os dados a serem disponibilizados na versão local devem ser selecionados criteriosamente, pois tentar levar “tudo” pode inviabilizar o processo em função do volume.

  13. Jackson disse:

    Bom dia,

    Tenho as seguintes perguntas:

    1 – o que posso customizar em relação a look and feel das aplicações ?
    2 – o que posso utilizar em relação aos meus objetos .net ?
    3 – qual a limitação que tenho de programação, diagramação, design, etc..?

    • Manoel Frederico Silva disse:

      1) O “form editor” é semelhante aos das demais ferramentas de desenvolvimento e permite desenho da interface a partir do ‘zero’

      2) Qualquer assembly .NET, incluindo “Controles .NET’

      3) Melhor listar os itens que gostaria de fazer, para avaliar como se atinge este objetivo com o Magic xpa, pois a pergunta está muito abrangente 🙂

  14. Gean Nascimento disse:

    Sendo uma aplicação “Nuvem”.
    Por mais que avisemos os usuários, fazendo programação da alteração, porém não tem como garantir que ninguém esteja usando, atualizando, solicitando processamento de informação.
    O que ocorre com “o que está processando”?

    • Manoel Frederico Silva disse:

      A sessão do usuário é cancelada e ele se obriga a reiniciar a sessão (acesso).

      Transações em andamento sofrem ‘rollback’

      Como é em qualquer sistema internet que perde a conexão.

  15. Paulo Ricardo disse:

    A questão de não ter cliente para windows phone, envolve Windows Embedded (usado em coletor de dados Dolphin da Honeywell)?

    • Manoel Frederico Silva disse:

      O WIndows Embbeded é o “Windows Mobile”, e o Magic xpa possui client para ele.

      • magicsoftwarebr disse:

        Vale lembrar que o Windows Mobile foi o primeiro Sistema Operacional Mobile que a Magic suportou. Apesar do WM estar descontinuado pela Microsoft, ainda existem muitos dispositivos no mercado com ele e damos suporte a ele normalmente.

        Mas é importante você ter em mente que algumas das funcionalidade que conversamos são possíveis apenas em Android e iOS. Portanto antes de se comprometer com o projeto, recomendo que nos procure para avaliarmos junto o escopo e auxilia-lo a não ter surpresas.

  16. Paulo Marcelo disse:

    Sendo uma aplicação “Nuvem”.
    Por mais que avisemos os usuários, fazendo programação da alteração, porém não tem como garantir que ninguém esteja usando, atualizando, solicitando processamento de informação.
    O que ocorre com “o que está processando”?

    • Manoel Frederico Silva disse:

      A sessão do usuário é cancelada e ele se obriga a reiniciar a sessão (acesso).

      Transações em andamento sofrem ‘rollback’

      Como é em qualquer sistema internet que perde a conexão.

  17. Rogerio disse:

    Bom dia, qual e o banco de dados que a XPA usa no modo off line, posso usar qq banco ou existe um especifico

    • Manoel Frederico Silva disse:

      No modo off-line o banco acesso é local e monousuário, e é proprietário do Magic xpa, uma variante do “SQLite” (para todos os clients).

      Os demais bancos de dados são acessado exclusivamente pelo RIA Server, e o desenvolvedor é quem precisam contruir lógica que leva os dados de um para outro.

  18. Paulo Marcelo disse:

    Ao atualizar a aplicação e “compilando e colocando no Server”. Como fica a aplicação do usuário, que ainda está preenchendo dados? OU no meio de determinado programa que sofreu alteração em qualquer lugar do mundo?

    • magicsoftwarebr disse:

      Entendo que é o mesmo caso da pergunta acima.

      Do lado do cliente:

      A sessão do usuário é cancelada e ele se obriga a reiniciar a sessão (acesso).

      Transações em andamento sofrem ‘rollback’

      Como é em qualquer sistema internet que perde a conexão.

      Do lado do server:

      Transações em andamento sofrem ‘rollback’

  19. Daniel disse:

    Fred,
    Para aplicações Ria Offline como o servidor trata as regras de index das tabelas e como ficam o tratamento das Chaves primárias. Ex.: se alguém já cadastrou uma informação caso o usuário estava Off ?

    • Manoel Frederico Silva disse:

      Este controle está a cargo do programa Magic xpa, criado pelo desenvolvedor, que deve testar se o dado já existe no destino ou não, e o que fazer em cada situação…

  20. Eric Abuleiz disse:

    Então é possível hoje já desenvolver uma app para mobile 100% offline?
    Em mobile essa BD Local também funciona?

    • Eric Abuleiz disse:

      Legal… era essa mesma a dúvida… para funcionar como uma loja, onde você disponibilize uma app, e após instalado, poder utilizar 100% off.
      Obrigado

    • Manoel Frederico Silva disse:

      O banco “local” está disponível tanto para Windows, quanto para iOS ou Android.

  21. Quando alteramos algo em uma aplicação Rich Client, geramos novamente o ECF e precisamos atualizá-lo no server. Para tanto, é necessário que derrubemos o runtime da aplicação (shutdown) no monitor RIA ou via linha de comando com o utilitário mgrqcmdl. Isto traz um incômodo sério, já que precisamos desconectar os usuários ou solicitar que eles saiam da aplicação, para que a mesma seja atualizada. Existe alguma maneira de atualizarmos o ECF sem necessidade de derrubar a aplicação ? Existe um parâmetro no mgreq.ini (ou no mgrb.ini) chamado reload: ele seria para resolver este caso ?

    • Diego disse:

      Resolvemos parcialmente esta questão, utilizando duas ou mais aplicações paralelas e solicitando acesso ao sistema por uma lógica de outra aplicação (no nosso caso em html, mas pode ser outra aplicação Magic) que verifica banco de dados para informar qual aplicação acessar, acessando o arquivo .application. Para o nosso caso é o suficiente.

    • Manoel Frederico Silva disse:

      ‘Hot Deployment’ é um recurso ainda não existente no Magic xpa RIA Server, então ainda que por um breve momento, é necessário para o RIA Server, atualizar a aplicação e depois reiniciá-lo.

  22. Eric Abuleiz disse:

    Rodnei, Já saiu, se não saiu, tem previsão para sair a versão do client do BC p/ Windows Phone?

    • magicsoftwarebr disse:

      Olá Eric,

      A Magic se baseia no mercado para definir suas plataformas e esse mercado tem sido muito dinâmico.

      Está no roadmap da Magic e para o Windows Phone o módulo de execução está previsto para 2014.

  23. Bom dia. Qual mesmo é a ferramenta que vcs estão utilizando para esta apresentação ?

Novo Comentário