Tag Sistemas legados

Magic, o Filme: Soluções Inteligentes para o Crescimento dos Negócios

Legendas

Através da história de três gerações de uma empresa familiar, o novo divertido filme de animação da Magic mostra como a integração e automação de processos de negócios suporta a mobilidade e o crescimento dos negócios.

A história mostra como a Magic tem ajudado a cada geração aumentar sua produtividade, eficiência operacional e inovação, adaptando às novas necessidades do mercado e incorporando avanços tecnológicos para mantê-los à frente da concorrência.

Dê uma olhada em como a Magic pode ajudar sua empresa a decolar também. Assista o filme legendado! (2m40s)

 

10 passos para aumentar o ROI dos sistemas de TI

English Version

É muito comum ver nas empresas os sistemas de TI sendo subutilizados, o que faz várias pessoas contestarem os discursos de Retorno do Investimento (ROI) tão debatidos pelos especialistas do mercado.

Mas, o que deve ser contestado não é o discurso dos fornecedores e sim a condução do processo de implementação, manutenção e integração dentro de casa. O esforço não se encerra no contrato de aquisição do sistema, muito pelo contrário, este é o início à fase mais importante e trabalhosa.

post

O baixo ROI começa pela omissão, ou baixa qualificação de fornecedores de serviços de TI, passa pelo desperdício de investimentos e chega até o pouco apoio e envolvimento da direção das empresas no processo de implementação. Isso sem contar a alta resistência de boa parte dos colaboradores que, por natureza, estão sempre contrários a mudanças.

Veja abaixo um roteiro com dez passos para estimular uma reflexão e gerar um movimento em sua equipe para que ela possa extrair mais dos investimentos já realizados em sistemas.

Leia mais…

Excedendo as fronteiras do SAP e Salesforce.com

No último dia 30/08 a Magic Software, junto com as principais empresas de tecnologia do mercado, prestigiou o Dreamforce, maior evento de Cloud Computing  do mundo que é anualmente realizado pela Salesforce.com, líder no mercado de CRM e força de vendas, através de suas soluções no modelo SaaS.

O mercado tem caminhado gradativamente para esse cenário, mas não podemos esquecer que as aplicações no modelo client/server ainda estão presentes na maioria das empresas e devem permanecer por muito tempo. Nesse caso, a integração entre sistemas através de um middleware como o iBOLT faz mais sentido do que nunca e permite que as empresas se beneficiem diretamente das soluções que são mais aderentes ao seu negócio ao invés de avaliar pela compatibilidade tecnológica.

Para ilustrar este cenário, convido vocês a assistirem o vídeo Magic Software iBOLT for SAP and Salesforce Chatter, que mostra em pouco mais de sete minutos a maestria da integração e motor estratégico da automação de processos que o iBOLT oferece.

Aproveitem!

 

 André Renato Ramos
Negócios e Canais / Magic Software Brasil

Por que a integração é a chave para projetos SOA bem sucedidos

Magic Software Brasil

Neste post, adaptado de nosso amigo David Akka, discutiremos como a oferta iBOLT da Magic Software pode ser uma porta de entrada legítima para uma Arquitetura Orientada a Serviços – SOA.

Como sabemos, SOA é definido como “um conjunto flexível de princípios de design utilizados durante as fases de desenvolvimento e integração de sistemas em informática. Um sistema baseado em SOA empacota funcionalidades como um conjunto de serviços interoperáveis ​​que podem ser usados ​​em diversos sistemas diferentes de vários domínios de negócios”. O desafio é fornecer uma função de negócios para chamar serviços de arquiteturas diferentes e variadas, não simplesmente, por quaisquer meios.

A experiência de muitas empresas que passam por SOA tem sido repleta de tensões e pode dar uma sensação de ter voltado no tempo com preocupações focadas em:

– granularidade dos serviços como função
– orquestração (liberação, atribuição e gerenciamento do serviço)
– empacotar ou substituir aplicações legadas
– quão intuitiva é a interface do usuário e quão uniforme ela é

Estes problemas podem levar os adotantes de SOA a um processo muito moroso de discussão e deliberação, que por sua vez, pode estender o projeto de SOA por semanas ou mesmo meses. Mas e se houver uma abordagem alternativa que tenha como efeito o inverso do acima? Esta abordagem inversa iria começar com a pergunta sobre qual funcionalidade é necessária para cada processo de negócio para abordá-la tão rapidamente quanto possível. Em outras palavras “o que” precisamos atingir, em vez de “como” podemos alcançá-lo. O desafio com esta abordagem, que separa lógica de negócios das discussões técnicas, é que precisa haver uma perfeita integração que permita a comunicação entre todos os aplicativos necessários, sendo assim capaz de orquestrar a migração desde componentes até serviços.

Isto é onde nós vimos o iBOLT da Magic chegar como uma plataforma de integração que é capaz de modular, gerenciar, acompanhar e executar as mudanças de aplicações monolíticas para uma instituição de processos de negócio orientada a serviços. Estas discussões são extremamente interessantes, pois mostram que em muitas empresas, SOA ainda é um tema muito quente e que é necessário abordar mais cedo ou mais tarde, reforçando o ponto de que qualquer projeto de SOA começa e termina bem com uma boa ferramenta de integração.